Encerramento da #wciw2016

No âmbito da World Creativity and Innovation Week (wciw.org/wciw2016), a Mindshake abre a sua casa ao público entre 15 e 21 de Abril.

Para fechar as nossas celebrações da Criatividade e da Inovação em grande, decidimos alargar o programa da quinta feira, 21.4. com as seguintes atividades:

Mindshake Game

Um aperitivo ao futuro Mindshake Game, um espaço para a ginástica mental através do jogo. Aberto a pequenos grupos (2-3 pessoas) que queiram aceitar o desafio de entrar e sair do labirinto Mindshake e encontrar a palavra pass associada o aniversário do Leonardo da Vinci. Também podem vir sozinhos mas não é tão divertido.

16h00 – 20h00.
Entrada livre.

O jogo demora entre 15 – 30 minutos.

————

Service Design Thinking

Formadoras: Katja Tschimmel e Mariana Alpedrinha Valença
14h00 às 18h00.
Preço: 40 €

Sinopse

Desde sempre, o Design tem sido um catalisador da inovação. Mas só mais recentemente, percebemos que qualquer tipo de negócio ou empresa pode beneficiar da forma de pensar e trabalhar dos designers. O Design Thinking (DT) é entendido hoje como uma forma de pensar que conduz à transformação e inovação. Também o Service Design (SD) tem ganho maior relevância no âmbito da inovação organizacional. A utilização de métodos concretos e a capacidade de criar estratégias reais com os consumidores, ajuda as organizações a lidar com desafios internos, a desenvolver novas experiências e a criar negócios de valor. É uma melhoria dirigida tanto para utilizadores finais como para membros de uma determinada organização, que planeia e organiza pessoas, infraestruturas, comunicação, e a componente material do serviço no sentido de melhorar a sua qualidade e interacção entre fornecedor e consumidor.

Neste workshop de 4 horas, serão introduzidos conceitos de Design Thinking e Service Design, os participantes poderão repensar um serviço já existente através de algumas das técnicas do Service Design Thinking. 

Tópicos programáticos

* Contextualização e definição do Design Thinking

* O que é Service Design e exemplos de aplicação
* Princípios do (Service) Design Thinking

* Geração de Ideias, da divergência à convergência
* Realização de um Service Journey Map
* Conclusões e considerações finais

————

Depois do workshop Service Design Thinking, todos são convidados para participar no evento

Service Design Drinks

Host: Mariana Alpedrinha Valença
18h00 – 20h00.
Entrada livre,
com inscrição em https://www.eventbrite.com/e/service-design-drinks-na-semana-internacional-da-criatividade-tickets-24590208977

ou email para mail@servicedesignporto.com.

O Service Design Drinks é um evento internacional que se realiza em várias cidades do Mundo.

É uma reunião informal de pessoas de várias áreas apaixonadas pelo Design de Serviços, que desejam criar redes e troca de conhecimento. É uma iniciativa voluntária, sem interesses comerciais que procura construir uma rede de conhecimento e contribuir para a divulgação do Design de Serviços em Portugal. 

————

Também podem visitar as seguintes Exposições em que o resultado final é tão importante como o processo criativo.

“ConTextilizando a Foz”

Exposição do processo criativo da realização da peça “ConTextilizando a Foz”, um Mapa Têxtil que mostra a localização da Mindshake House numa interpretação criativa.

Autora: Rosário Belda.

Jewellery meets Illustration
Uma mostra parcial da exposição Jewellery meets Illustration, inaugurada em Maio 2015 no âmbito do 10º aniversário da PIN na Ó Galeria. A exposição surgiu de um trabalho de investigação de Áurea Praga, autora de um dos pares expostos. O conceito base deste trabalho, a tradução de linguagens, é uma das aptidões essenciais do pensamento criativo.

De ilustrações nascem jóias, de jóias nascem ilustrações. No ponto de encontro entre estas duas áreas criativas abre-se um espaço onde se desencadeia um processo de interpretação de formas e ideias tendo em vista a criação de novos objetos.

Curadoria: Áurea Praga e Katja Tschimmel

Joalheiros: Ana Pina; Liliana Guerreiro; José Carlos Marques; Carlos Silva; Áurea Praga.
Ilustradores: Maria Herreros; Leonor Zamith; Mariana, a Miserável; Hélia Alua; Áurea Praga.

“ConTextilizando a Foz” 

(15 – 21. 4. 2016)

Exposição do processo criativo da realização da peça “ConTextilizando a Foz”, um Mapa Têxtil que mostra a localização da Mindshake House numa interpretação criativa.

Autora: Rosario Belda.

Rosário Belda é uma apaixonada por mapas! O espaço que representou na sua obra “ConTextilizando a Foz”, inicia-se no Jardim do Passeio Alegre e sobe até a Praça do Império, tendo a Rua Beneditina e a Rua da Cerca como limite. O grafismo do Evolution 6, modelo de Design Thinking da Mindshake, serviu de inspiração para uma representação de curvas de nível. Rosário dividiu o espaço representado com tecidos tingidos pelos elementos naturais que ela encontrou no Passeio Alegre. As curvas de nível são as ligações bordadas de cada uma destas tramas. Sobre esta tela de oito cores são bordadas as ruas com um topstitching especial. O resultado é um mapa têxtil de 100 x 200 cm onde se reconhecem ruas como a Padre Luis Cabral, a rua de Diogo Botelho ou a Rua das Motas, onde se encontra a Mindshake House.

A tela pode ser vista de duas formas: de longe, olhando para as grandes e sinuosas zonas de cores suaves em que as ruas são percepcionados mais como um padrão, e de perto, para apreciar a textura de cada tecido usado, as manchas de cor que aportam uma grande vivacidade e naturalidade, os diferentes pontos de bordado e as cores dos fios aplicados.

Rosario Belda interpreta mapas de cidades, bairros e espaços naturais, usando fios e telas. Assim, cria peças que ela chama “Mapas têxteis” que se baseiam em parte na realidade geográfica, e em parte na sua imaginação e fantasia.

Ao ter trabalhado mais que 30 anos com crianças, Rosario aprendeu com eles a paixão pelo lúdico e o sensorial. Nos seus trabalhos têxteis há um sentimento de base ecológica e de respeito pelo planeta, por isso reutiliza materiais naturais como linho ou algodão. A observação do pormenor e o conhecimento aprofundado sobre o lugar que representa, mostram o seu grande respeito pelo contexto. Rosário é de A Coruña, mas já viveu em várias outras cidades e países.